Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



La Petite Mort

Fecho os olhos e te vejo
Perdida em meus pensamentos
És minha fonte de desejo
És o maior dos meus intentos

Anseio o teu corpo desnudo
A tua beleza revelada
Que será meu objeto de estudo
Que será minha perfeita morada

Teremos noites sublimes de amor
Ao som de suspiros e gemidos
Nossos poros irradiando calor
Na tangência dos corpos unidos

Quando não for possível conter
A explosão da libido pulsante
Vamos num segundo então morrer
E reviver no mesmo instante
(Aillon Dias)

000000.jpg

A Revolução Sexual começou com Lilith e sua maçã à Eva, a sexualidade ficou conectada com a expulsão do Paraíso e com a necessidade de esconder a nudez.

Talvez esta procura pela volta à este paraíso acompanhe o ser humano até os nossos dias. A procura do “Orgasmo Cósmico”.

Através da minha vivência clínica e dos meus estudos sobre sexualidade e da minha experiência como trainer “viajante” pelo mundo, trabalhando no Brasil, na Europa e na Ásia, e depois de viver a sexualidade em corpos e culturas tão diferentes, fui tomada pelo desejo de dedicar-me a estudá-la e a compreender sua expressão nas diferentes culturas. Como diz Reich:

“A forma como um povo se expressa nas palavras, no corpo, nos gestos é a maneira como ele se expressa na política e no social que constitui uma nação”.

A Sexualidade já aparece na história das culturas orais. O erotismo das canções, das poesias, enredada nas histórias da vida eclesiástica. Nessas canções, sempre se falava do corpo e principalmente do corpo da mulher. Esta sexualidade ficava a parte da família, a sexualidade era baseada na exigência da reprodução. A partir disso, desenvolveram-se zonas específicas para a localização de prostíbulos, onde tudo era permitido e experimentado em relação a sexualidade.

A visão do corpo na cultura do século XVI passa a ser notada no campo da sexualidade como produtora de capital. Ao colocarem a cortesã no centro da sociedade, acontece uma transformação do comportamento urbano tradicional. O sexo e o dinheiro são percebidos como um jogo todo poderoso. Este jogo erótico era delegado as prostitutas e as cortesãs, e era executado fora dos círculos familiares.

Como resultado da grande movimentação em torno destas atividades, as cortesãs foram-se tornando “investidoras e investimento”. Tinham funções importantes no controle das atividades ‘proibidas’.

Daí por diante, a magia do sexo perdeu sua função e a linguagem do corpo passou a estar em primeiro lugar. Seguindo a cronologia, não poderia deixar de citar Freud: “Freud teria descoberto a sexualidade e inventando a ciência do sexual” – André Béjin – Crepúsculo dos Psicanalistas, manhã dos sexólogos.

“O nascimento da sexologia atual, começou a partir da 1º Guerra Mundial, pois foi em 1922 que Reich descobriu o que chama de verdadeira natureza da potência orgástica. Em 1948, Kinsey publica o primeiro livro. A Sexologia circunscreve e define neste 4º século o seu problema central: O Orgasmo. Antes disso o mundo conhecia apenas a função de reprodução. A função do orgasmo torna-se neste modo a unidade de medida do funcionamento psico-físico porque é nela que se expressa a função da energia biológica”. A unidade funcional.

 

(ZINK, Liane - Sexualidade – de Reich ao contemporâneo)

Never let me - let me die

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:27



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D