Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O tratamento pela massagem desenvolveu-se gradativamente entre os trabalhadores da China mediante longo processo de prática, vivência e luta com a doença. É simples e de uso fácil e sua particular eficiência no tratamento de certas doenças comuns conseguiu grande aceitação entre os trabalhadores.
Como a massagem cura a doença? Considera-se em geral que o tratamento pela massagem tem a capacidade de regular a função nervosa, de aumentar a resistência corporal à doença, de depurar os tecidos, melhorar a circulação sanguínea e tornar as articulações mais flexíveis.

1. Regulação da função nervosa
0 sistema nervoso liga todas as partes do corpo, influenciando a função de cada setor e de cada órgão. A função nervosa alterada ou o aumento do estímulo ou inibição nervosa pode causar mau funcionamento de certos órgãos, dando em resultado a doença. Há um princípio que regula a génese das doenças: "Se yin1 predomina sobre yang2, aparece uma doença yang; se yang predomina sobre yin, aparece uma doença yin" O uso das técnicas de tratamento pela massagem tem efeito reflexo sobre as funções nervosas, fazendo com que os processos estimulantes e inibidores do sistema nervoso atinjam um relativo equilíbrio (isto é, trazendo o yin e o yang a um relativo equilíbrio). E este, por sua vez, produz um efeito medicinal. Por exemplo: na presença de uma dor de cabeça ou dor de dente, a massagem aplicada sobre um acuponto3 correspondente (assim como o ponto hegu*) faz a dor cessar imediatamente. Isso ocorre porque a massagem cria um novo ponto de estímulo, diminuindo ou descartando a sensação de dor no ponto original. Este fenómeno é chamado de "método de deslocamento da dor". Em pacientes com hipertensão que exibem sintomas como tonturas e cefaléia (considerada como causada por yang em excesso no fígado), a massagem provoca queda temporária da pressão arterial, porque há uma dilatação dos vasos sanguíneos periféricos mediante ação reflexa nervosa. Este tipo de processo regulador é chamado "supressão do yang do fígado".
Quando, também, por exemplo, há um resfriado comum ou gripe contraída devido a vento ou frio, os poros da pele são bloqueados, de modo que o suor não pode passar. Consequentemente, a temperatura do corpo se eleva, produzindo cansaço geral, além de dor de cabeça e mal-estar. Após a aplicação de massagem, o corpo inteiro reage com perspiração e os sintomas desaparecem subitamente. Este fenómeno é chamado de "alívio da superfície do corpo".
No caso de retenção aguda de urina, a aplicação de massagem no baixo-ventre e sobre um ponto correspondente de acupuntura (como o ponto qihai5) estimula a contração da bexiga e a emissão de urina.
Em anos recentes têm surgido algumas provas experimentais que dão apoio à noção de que a massagem produz os resultados descritos. Por exemplo, a massagem aplicada ao pescoço e às regiões superior e inferior das costas aumentou o fluxo de sangue para os órgãos internos, como se verifica na correspondente seção de gânglios. Temos procedido a algumas investigações experimentais sobre os efeitos da massagem na atividade gástrica. Elas mostraram que a massagem aplicada nos acupontos chamados weishu6, pishu7 e zusanli8 realmente fortaleceu a atividade gástrica. Quando a atividade gástrica já está fortalecida, a aplicação desse método conduz, inversamente, à inibição da atividade gástrica. Isso demonstra a ação reguladora da massagem, que produz  diferentes efeitos quando aplicada à função gástrica em fases diferentes. Temos aplicado o prognóstico dessas observações experimentais na nossa clínica, obtendo novas confirmações. Quando o método foi aplicado no pós-operatório de um paciente que sofria de obstrução intestinal, o peristaltismo intestinal voltou ao normal. O uso deste método também arrefeceu o peristaltismo intestinal e fez cessar a dor num paciente acometido de espasmo intestinal.

2. Fortalecimento da resistência orgânica à doença
O tratamento pela massagem pode melhorar o estado físico geral e aumentar a resistência do organismo, proporcionando a prevenção e a cura da doença. O princípio básico do tratamento é "apoiar o bom e descartar o mau". No caso de um paciente com espondilite reumatóide, por exemplo, o tratamento pela massagem não somente torna mais flexível a coluna enrijecida e diminui a dor, como ainda faz com que a aparência geral passe do cinza para o róseo, estimula o apetite, o peso aumentando à medida que o estado geral melhora. Num paciente com gastroptose, o tratamento pela massagem não apenas melhora a função gastrointestinal, eliminando uma série de sintomas do trato gastrointestinal, como também eleva o integral tono muscular do corpo a um nível mais alto. Consequentemente, melhora a situação geral, sendo o efeito do tratamento original aumentado e consolidado. Em certos casos de pneumonia infantil, também, não obstante um longo tratamento com antibióticos, persistiam estertores na área pulmonar e todo o organismo estava fraco. Após o tratamento por massagem, os estertores desapareceram e o estado geral também melhorou gradativamente. Isso ilustra como o tratamento pela massagem mobiliza as defesas internas do organismo contra a doença.
Baseados no fato de que após o tratamento pela massagem a pele da área se apresenta avermelhada, fizemos observações experimentais sobre a temperatura da pele antes e depois da massagem. Os resultados mostraram que a temperatura da pele se elevava tanto no local da massagem quanto em áreas distantes do ponto central de sua aplicação. Isso significa que a massagem pode acelerar o metabolismo e provocar dilatação dos vasos periféricos, aumentar a circulação sanguínea e reforçar a resistência contra a invasão por parte de agentes nocivos. Além disso, foram feitas observações quanto aos efeitos da massagem sobre a contagem de hemácias e de glóbulos brancos, sobre a capacidade dos leucócitos em destruir bactérias e sobre as taxas de complementos no soro. Os resultados demonstraram que após a aplicação de massagem todos esses índices se mostravam acima dos níveis originais. Isso mostra como a massagem pode ajudar o organismo a se proteger contra a doença.

3. Esvaziamento sanguíneo dos tecidos e aumento da circulação sanguínea, maior flexibilidade das articulações
Os efeitos diretos da massagem são percebidos com facilidade externamente no tratamento de doenças localizadas. Por exemplo, para estiramento de membros, escoriações e dor local por hematoma, a massagem pode retirar rapidamente o sangue dos tecidos e melhorar a circulação do sangue, substituindo as células sanguíneas extravasadas por outras, removendo completamente a acumulação localizada de sangue extravasado e fazendo com que a dor da inchação cesse. Na observação clínica, verificamos que a redução da inchação significa, com efeito, a cessação da dor. Tal constatação corrobora o princípio: "Onde o sangue não flui, há dor; onde o sangue flui, não há dor".
Em todos os tipos de paralisia resultante de atrofia muscular, a massagem pode acelerar o restabelecimento do tono muscular normal e fortalecer os músculos. Isso é conhecido como: "Desinibição do sistema energético e fortalecimento de músculos e ossos." Também em casos de enrijecimento articular devido a várias causas, a massagem pode aumentar diretamente o grau de atividade das articulações enrijecidas.
No caso de rigidez articular causada por espondilite reumatóide, nossas observações clínicas mostram que a articulação não se erijece de modo irreversível, como se acreditava erroneamente no passado. De fato, a articulação fica como que "enferrujada", e portanto alguns métodos passivos de manipulação usados na massagem vai aos poucos amaciando-a.
Temos estudado também um número relativamente grande de casos de protrusão de disco intervertebral lombar (hérnia de disco). Verificamos que a força mecânica aplicada durante a massagem recolocou a área protrusa no seu local normal. Baseados nestes resultados melhoramos os métodos usados na massagem e aumentamos a eficácia do tratamento.
O que foi dito até aqui representa uma introdução aos princípios básicos do tratamento pela massagem. Assim como a matéria evolui, também o faz o conhecimento humano. Mediante a prática, o nosso conhecimento se desenvolve e aumenta continuamente, tornando a massagem um método seguramente mais eficiente na prevenção e na cura das doenças.
Além disso, devemos salientar que o bom resultado do tratamento pela massagem será grandemente melhorado por um positivo relacionamento entre o profissional e o paciente. No tratamento pela massagem, é necessário haver estreita coordenação entre ambos. Isso é particularmente verdadeiro para certas doenças em que o paciente deve ser submetido a um prolongado programa de automassagem e exercícios como acompanhamento do tratamento profissional.
Isso consolida e melhora o efeito terapêutico da massagem. No curso do tratamento, portanto, é importante manter integralmente presente a subjetiva motivação de ambos, o prático e o paciente, e estabelecer confiança no tratamento e no processo de cura..

1 Yin: o princípio negativo associado à contração.
2 Yang: o princípio positivo associado ao relaxamento.
3 Acuponto: um entre grande número de pontos específicos do corpo nos quais a massagem ou a acupuntura é aplicada para produzir efeitos sistémicos específicos.
4 Hegu: acuponto localizado no dorso da mão e entre os ossos do polegar e do indicador. Veja Diagrama 59, pág. 70.
5 Qihai: acuponto logo abaixo do umbigo. Veja Diagrama 58, pág. 70.
6 Weishu: acuponto nas costas, ao lado da extremidade inferior da apófise espinhosa de 12a vértebra. Veja Diagrama 59, pág. 72.
7 Pishu: acuponto nas costas, ao lado da extremidade inferior da apófise espinhosa da 11a vértebra.
Veja Diagrama 59, pág. 72.
8 Zusanli: acuponto na borda externa da tíbia, logo abaixo do joelho. Veja Diagrama 60, pág. 75.
( A massagem chinesa: manual de massagem terapêutica M369 /compilado no Hospital da Escola de Medicina Anhui de 7a ed. Pequim; tradução de Antonio Vespasiano Ramos. - T ed. - Rio de Janeiro: Record: Nova Era, 2001.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:56



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D