Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



CONHECER-SE É UMA HISTÓRIA de amor e descoberta que exige muita dedicação. Ao tomar consciência de nossas emoções, avaliamos as situações com mais objetividade e podemos decidir de forma mais inteligente. Tal como afirma a escritora e documentarista científica italiana Susanna Tamaro: “Nosso coração é como a Terra, que tem uma parte formada por luz e outra por sombras. Conhecê-lo a fundo é muito difícil e doloroso.”

Todos nós, em algum momento, exteriorizamos os problemas, jogando a culpa no outro em vez de aceitar os erros que cometemos. Mas, como disse o poeta, filósofo e historiador alemão Friedrich Schiller: “Se você quiser se conhecer, observe a conduta dos demais; se quiser conhecer os demais, olhe para o próprio coração.”

Para conhecer os outros, que são o nosso espelho, podemos recorrer à biblioterapia ou à cineterapia. Por meio das histórias em que nos vemos refletidos, entendemos nossas experiências sem precisar sofrê-las pessoalmente.

Como aponta Bronnie Ware em Os cinco maiores arrependimentos de quem está à beira da morte, antes de morrer as pessoas sempre dizem: “Gostaria de ter tido coragem de fazer o que realmente queria, e não o que os outros esperavam que eu fizesse.” Por isso, vale a pena deixar o medo de lado e explorar nosso coração, aprendendo sobre a água onde nadamos por toda a nossa vida.


(Allan Percy - Einstein para Distraídos, soluções atómicas para problemas relativamente graves)

publicado às 19:54


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

subscrever feeds