Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O que é a paixão?

por Thynus, em 15.12.14
A paixão é um cheiro, uma cor, uma carência, uma força, um pulsão, um desafio, uma doença, uma emoção. Uma projeção direcionada a um objeto ou pessoa. A paixão engorda, emagrece, anima, deprime, e pode trazer sérios problemas quando completamente fora do controle. Em si, não é boa nem ruim, não faz bem nem mal. Pode trazer força e inspiração, transformando a vida em poesia ou num mar de lágrimas. Alguns têm a paixão como o oposto da razão. Outros entendem a paixão não como o oposto da razão mas sim como a ausência da razão. É possível a razão e a paixão terem o mesmo habitat? Por que a paixão parece esvaecer com a maturidade? O tempo é o pior inimigo da paixão? Então, por que se diz: “com o tempo, você esquece”? Qual a relação entre paixão e memória. Enfim, a philoterapia pode mostrar que na história da evolução do pensamento ocidental, Platão foi um ferrenho combatente da paixão. Que, na sua cidade ideal, todos os poetas seriam banidos abrindo espaço para os filósofos. A paixão embota as ideias e torna obscura a realidade. A paixão é a sombra, a razão é a luz. A paixão é individual e a razão universal. Parafraseando Rita Lee, a paixão é carnaval, a razão é bossa nova, a paixão é invasão, a razão é latifúndio. No entanto, a paixão pode tornar a vida mais interessante e fazer-nos senti-la mais intensamente. Neste aspecto, a paixão é um elemento valioso na nossa existência.
O philoterapeuta necessita identificar a paixão dominante nas situações que se apresentam, analisar seus traços, e formular suas perguntas essenciais: tais como: quantos cacos compõem o seu ser? Existe uma disposição para juntar os cacos? Em tempos remotos, quanto tempo você gastou para juntar os cacos? Que tipo de transtornos traz esta paixão? Qual o nível de apego há entre seu objeto de paixão e você? Que benefícios lhe trazem esta paixão? Enfim, o que é a paixão e quão importante ela é para você?

(Sérgio Peixoto Mendes - Philoterapia) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:43



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D