Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 De As Religiões Comparadas, editada pela Cruzada Espírita, extrairemos agora uma comunicação feita pelo apóstolo João. Diz ele:
"Se ouvirdes dizer que o Evangelho de Jesus é a guerra e o derramamento de sangue, eu vos digo, em verdade, que esse é o Evangelho dos rancorosos e vingativos, mas não o de Jesus, que amou os homens e lhes pregou a paz. Se vos disserem que o Evangelho é o fausto, as riquezas, as comodidades dos ministros da palavra, eu vos digo, em verdade, que esse é o Evangelho dos mercadores do Templo, mas não o de Jesus que recomendou aos seus discípulos a pobreza de coração e o desprendimento dos bens da Terra. Se vos disserem que o Evangelho é a sua água, as mãos levantadas aos céus, as pancadas no peito, as formas e o culto externo, eu vos digo, em verdade, que esse Evangelho é o dos hipócritas, mas não o de Jesus, que recomendou o amor e a adoração a Deus em espírito e em verdade. Se vos disserem que o Evangelho é a resistência às leis e aos princípios que governam os povos, eu vos digo, em verdade, que esse Evangelho é o dos rebeldes e ambiciosos, mas não o de Jesus, que mandou dar a César o que era de César e a Deus o que era de Deus”.
“Se vos disserem que o Evangelho é a intolerância, o anátema, a perseguição, a violência e o ódio, eu vos digo, em verdade, que esse Evangelho é o da Soberba e da Ira, mas não o de Jesus, que rogava ao Pai de Misericórdia pelos seus mortais inimigos".
 Pergunta o padre E. Loyson (Ni cléricaux, ni athées — pp. 178-182): "Devemos acreditar no Cristianismo, senhores?"
Então interroguemos, não o direito canônico fabricado pelos papas ou fabricado para eles, não os decretos dos inquisidores ou as apologias dos frades, mas Jesus Cristo, nosso único Mestre, o Filho do Deus Vivo!
Que diz ele na sua Igreja?
Ele nos responde claramente: "Não dominadores, mas servidores de seus irmãos; não carrascos, mas mártires; não o fogo, nem o gládio, nem lobos que devoram, mas cordeiros que se deixam devorar!"
Eis o Evangelho, eis a raça e os tempos novos.
 "O mal de que sofrem os católicos é o esquecimento de suas origens."
O mal do Catolicismo são seus dogmas, seu catecismo, sua liturgia, seus ritos, seu comércio e suas pompas carnavalescas, criadas para empolgar a massa ignara.
O dogma não admitindo a lógica nega o direito que assiste ao homem de raciocinar.
Eliminai do pensamento do crente a esperança de um céu e o temor de um inferno e o culto desaparecerá e, conseqüentemente, o padre, pois, onde o negócio não rende, a casa tende a fechar.
O aparato e a indumentária do padre, o órgão e o incenso, são criações do Paganismo para impressionar a vista, o ouvido e o olfato, empolgando desse modo o espírito em um efeito hipnótico.
Suba este mesmo padre ao altar, vestido de paletó ou fraque, sem órgão e sem incenso e digam-nos, em boa consciência, se o efeito é o mesmo. É possível, até, que a dignidade do celebrante venha a acabar, um dia, numa risada irreverente e impiedosa, pelo desalinho da jaqueta ou pela tortura do tacão da bota, e, sobretudo, como é crença geral na camada iletrada, se ele bater no chão com o pé esquerdo, ao dizer missa, como que repelindo o diabo, que o está denunciando por viver amancebado! É a mula-sem-cabeça!

(E. Leterre - A VIDA OCULTA E MÍSTICA DE JESUS)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:35



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D