Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



.
 
POR MAIS QUE NÓS nos recusemos a aceitar, o passado é um episódio concluído e o futuro, um tempo incerto que ninguém pode garantir. É comum projetar as esperanças em fatos que, por não terem acontecido ainda, aparentemente podem ser modificados à vontade. Mas não é o que de fato acontece.
É claro que devemos lutar contra uma sociedade que só transmite mensagens para o futuro; que nos aconselha a pagar a prazo, fazer hipotecas, trabalhar muito agora para aproveitar depois e que, definitivamente, anula o momento presente.
Mas a realidade é que só podemos moldar o hoje.
No início do século XX, o escritor Henry James fez menção a essa frase: “Viva tudo que puder; não fazer isso é um erro. Não importa tanto o que você vai fazer, desde que tenha sua vida. Se não tiver isso, o que vai ter? O momento apropriado é qualquer um que a gente ainda tenha a sorte de ter. Viva!”
No mesmo sentido, o escritor e moralista francês Jean de La Bruyère se pronunciou com a célebre frase: “As crianças não têm passado nem futuro, por isso desfrutam do presente, coisa que raramente ocorre conosco.”
Pode ser que La Bruyère tenha atingido o ponto central desse assunto ao elogiar a valorização da vida por parte das crianças. Elas são as únicas que entendem que o presente é o único momento que podem controlar de acordo com sua vontade.

(Allan Percy - Einstein para despistados)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

subscrever feeds