Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




EROTISMO

por Thynus, em 20.11.14
 

 
Já disse e vou repetir: a revolução sexual é uma farsa, para além da pílula, que logo levará a modernidade secular ao abismo, entregando o mundo ocidental nas mãos dos evangélicos que engravidam suas mulheres com competência. A secularização, ao contrário do que se imagina, deixou todo mundo estéril. Nós, contemporâneos, andamos sozinhos pela casa, mobiliada com nossas demandas pessoais. Espelhos vazios.
Onde está a farsa? A cartilha com demandas é tanta que a libido morre de medo de falhar. Mulheres não relaxam querendo se manter jovens e independentes, homens tomam Viagra aos 15 anos com medo de não satisfazerem as namoradas. E estão “certos” no que fazem porque mulheres e homens são, hoje, poços sem fim de exigências. O que vai matar o mundo contemporâneo são seus sucessos, e não seus fracassos. Sucesso na democracia tornando a vida irrespirável de tantos direitos. Sucesso na Medicina nos fazendo viver muito sem ter ninguém com quem viver. Sucesso na solidão feita de liberdades.
O mundo contemporâneo optou pela masturbação como forma independente de erotismo. O modo como alguns inteligentinhos afirmam que vivem “pelo desejo” chega a nos tocar, fazendo que a piedade precise ser maior do que a que existe no estoque. Uma vida de masturbação (mesmo que a dois) cria uma manada de entediados. A luxúria, que um dia nos assustou e excitou, logo será ensinada nos jardins de infância como direito sexual à liberdade.
Não quero dizer que o mundo foi melhor um dia. Mas, em matéria de sexo, não tenho dúvidas de que foi. Nossas avós faziam sexo melhor do que nós. Nunca foram santinhas (e mesmo quando foram). Mesmo quando mantidas virgens, sexo oral e anal eram comuns como o ar que respiramos. Hoje o sexo anal é algo que se conquista. Que canseira...
Escutar o orgasmo de uma mulher é como o canto de uma sereia grega, faz-nos dar o que ela quiser. Hoje, as mulheres começam a sonhar com o dia em que eram objeto de desejo masculino. Talvez, em breve, os islamitas cheguem à conclusão de que as mulheres não mais precisam usar burca porque o desejo acabou...

(Luiz Felipe de Cerqueira e Silva Pondé - A Era do Ressentimento)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:16



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D