Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A mente influencia o corpo

por Thynus, em 25.11.14
 
 
"Quando as pessoas não são
capazes de recusar compromissos que não
desejam, é frequente o surgimento de
doenças físicas, precisamente por se tratar
de uma maneira mais "aceitável" de dizer
não. Nessa altura não resta nenhuma alternativa
senão recusar, porque o corpo se encarrega
de dizer não por elas. Nestas circunstâncias,
ser afirmativo é muito mais
saudável. Uma vez vi uma frase estampada
numa T-shirt que resume esta questão de um
modo humorístico: Stress é quando a sua
mente diz que não, mas a sua boca se abre e
diz que sim."
(Brian Weiss)
 
A influencia da mente sobre nosso corpo
De alguns anos para cá, estudiosos do novo campo da psiconeuroimunologia fizeram várias descobertas que começaram a esclarecer como nosso pensamento influencia nossa saúde e nosso bem-estar. (...) Antigamente, a medicina acreditava que mente e corpo eram separados, mas hoje se sabe que nosso sistema nervoso central (sede do pensamento, da memória e das emoções) se comunica diretamente e de forma rotineira com nosso sistema imunológico e endócrino através de um grupo de neurotransmissores e bioquímicos. Esses pesquisadores estão começando a estudar cuidadosamente de que maneira nosso estado de espírito influencia nosso estado de saúde no nível molecular. Um artigo recente ("A Molecular Code Links Emotions, Mind and Health", Stephen S. Hall, Smithsonian, julho de 1989, pp. 62-71.) resume algumas das descobertas desses pesquisadores.
Já em 1964, um estudo demonstrou a ligação entre o conflito emocional e o início e o desenvolvimento da artrite reumatóide. Mulheres emocionalmente saudáveis ficavam livres da doença mesmo quando havia uma predisposição genética para ela.
Mais recentemente, outros pesquisadores identificaram fios nervosos que partem do nosso sistema nervoso central para dois órgãos-chaves do nosso sistema imunológico — o timo e o baço. Outra pesquisa revela que algumas células cerebrais se comunicam diretamente com as células do sistema imunológico através de neuropeptídios, e que outras células cerebrais reagem ao estado de sistema imunológico.
Outro estudo mediu o impacto do estresse sobre o sistema imunológico dos estudantes de medicina. Pouco antes e durante a semana de exames escolares, os estudantes passavam por uma diminuição significativa do seu sistema imunológico.
Cada dia se tornam mais conhecidos os mecanismos fisiológicos que ligam nossos pensamentos e emoções à nossa condição física. Enquanto a pesquisa a respeito dos mecanismos fisiológicos da ligação mente/espírito continua a se desenvolver, o campo da PNL caminha rapidamente, tentando identificar que tipo de pensamento subjetivo tem uma influência positiva sobre nosso corpo.

Em outro estudo, Robert Ader demonstrou que o sistema imunológico pode agir como um órgão sensorial inconsciente, reunindo informações que ajudam nosso corpo a se auto-regular. Ratos com o sistema imunológico superativado recebiam água com açúcar misturada a um produto químico desagradável, que causava náusea, mas também suprimia o sistema imunológico. A maioria dos ratos não queria tomar a água por causa da náusea que ela causava. Esses ratos, porém, continuaram a beber a água. Segundo Ader: "Os animais sabem o que é bom para eles.(...) Os sinais gerados pelo sistema imunológico estão sendo lidos pelo sistema nervoso central" ("A Molecular Code Links Emotions, Mind and Health", Stephen S. Hall, Smithsonian, julho de 1989, pp. 62-71).
Esse tipo de pesquisa está começando a lançar as bases para o que muitos já sentiram com os métodos descritos neste capítulo. Temos maneiras de saber o que é bom para nós, a partir de informações de nossos sistemas sensoriais menos conscientes, como, por exemplo, o sistema imunológico. Temos acesso a essa sabedoria quando nos voltamos para dentro de nós e prestamos mais atenção às mensagens sutis que nosso corpo não deixa de nos enviar.
Enquanto essas pesquisas nos dão a base científica para entender como nosso pensamento afeta nossa saúde, o método de cura automática nos oferece uma maneira específica de usar nossos pensamentos para influenciar nossa saúde de maneira positiva.

(Steve Andréas, Connirae Andréas - A ESSÊNCIA DA MENTE, usando o seu poder interior para mudar)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:22



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D