Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Há duas caixas. Você pode escolher apenas a Caixa 2 ou as duas. A Caixa 1 contém 100 dólares, já a Caixa 2 contém ou zero ou um milhão de dólares, depende do que certo “Prognosticador” previu. Se ele previu que você vai querer só a Caixa 2, colocou um milhão dentro dela. Se previu que vai escolher as duas caixas, deixou a Caixa 2 vazia. O Prognosticador fez seu trabalho e saiu da sala. Um bilhão de pessoas já fizeram essa experiência antes de você e o Prognosticador previu corretamente todas as vezes.
Qual é a escolha racional que você deve fazer?
Bem, se ele previu sua escolha corretamente, se você escolher somente a Caixa 2, vai ter colocado um milhão nela, e se você escolher as duas caixas, a segunda estará vazia, ficando apenas com os 100 dólares da Caixa 1. Portanto, é racional que você pegue somente a Caixa 2.
Mas, por outro lado, no momento a Caixa 2 tem ou zero ou um milhão. Se for zero, é melhor pegar as duas caixas, porque pelo menos você ficará com os 100 dólares da Caixa 1; se tiver um milhão, novamente é melhor escolher as duas caixas, porque você vai conseguir um milhão mais 100 dólares. De qualquer maneira, é melhor escolher as duas caixas. Assim, a coisa mais racional a fazer parece ser escolher as duas caixas!
Então, qual escolher?
Apesar de ser inacreditavelmente improvável, com os números que ele apresenta, que o Prognosticador vai errar a sua escolha, na verdade não é de todo impossível. Mas o segundo argumento exaure todas as possibilidades lógicas. É literalmente impossível que esse raciocínio esteja errado, e quando você deve escolher entre o que é inacreditavelmente improvável de dar errado e o que é impossível de dar errado, deve escolher o último.
Então, escolhe as duas caixas. E pela bilionésima primeira vez consecutiva o Prognosticador prevê corretamente e deixou a Caixa 2 vazia. Você vai para casa com seus 100 dólares, tendo o único consolo de saber que, pelo menos, fez a coisa racional.
A menos que a coisa racional tivesse sido agir irracionalmente?
 


(Andrew Pessin - Filosofia em 60 segundos : expanda sua mente com um minuto por dia!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:09



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D