Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Relatou, no seu relatório final, a advogada Ursula Raue, encarregada pelas autoridades eclesiásticas de investigar sobre os escândalos vindos à luz desde fevereiro passado. A sra. Raue disse que a sua é apenas uma estimativa prudente do número de vítimas, porque ''não tivemos a pretensão de acreditar em tudo". No relatório fala-se, de fato, de outros 50 casos de abuso, que não diz respeito a jesuítas, mas "outras instituições, em sua maioria católica."
Um dos jesuítas responsáveis de abusos ocorridos no liceu berlinense "Canisius Kolleg", já falecido há algum tempo, foi descrito no relatório como um autêntico “sádico, que batia na bunda nua dos alunos e observava quem tinha uma ereção. " Outro jesuíta, apelidado de "Grabbelanton”, o apalpador, violentou uma menina de 14 anos e abusou de outra menina de 9 anos no interior de um confessionário. Quanto à Ordem dos Jesuítas, são 12 padres acusados de abuso, seis dos quais já morreram, enquanto acusações semelhantes foram feitas a outras 32 pessoas, a maioria professores e educadores nas mesmas instituições eclesiásticas.
Os casos citados no relatório ocorreram nos anos 70 e 80, mas a Sra. Raue está convencida de que os líderes das escolas jesuítas abafaram os casos dos padres pedófilos responsáveis de abusos. "Sabia-se que um apalpava de bom grado e havia um outro apelidado como "babuíno", disse a advogada, segundo a qual "é estranho como a Ordem foi tão descuidada com o exterior relativamente às informações sobre abusos sexuais nas suas instituições. "
O Provincial dos Jesuítas, na Alemanha, Stefan Dartmann, pediu desculpas às vítimas, explicando que "o resultado da investigação da Sra. Raue revelou uma realidade escandalosa, que cobriu de vergonha e desonra a nossa Ordem ". Dartmann não se pronunciou sobre os pedidos de reparação financeira feitos por algumas das vítimas de abuso, dizendo que eles estão aguardando as conclusões da mesa-redonda convocada pelo governo alemão para esclarecer todo o assunto, incluindo os abusos que ocorrem nas escolas seculares.
(IAC) - Berlim, 27 de maio

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D