Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A mão de Fátima

por Thynus, em 06.12.10
Nas aldeias de Alpujarras explodiu o grito de revolta. Cansados de injustiça e humilhação, os mouros lutam contra os cristãos que os obrigaram a converter-se. Estamos em 1568. Entre os manifestantes muçulmanos sobressai um rapaz de catorze anos de olhos incrivelmente azuis. Seu nome é Hernando. Nascido a partir de um ato vil de brutalidade (a mãe moura foi estuprada por um padre cristão) e o jovem mestiço sofre com a recusa do seu povo. A revolta é a sua chance de redenção: graças à sua generosidade e coragem, conquistou o respeito de colegas mais ou menos poderosos. Mas há também aqueles que, movidos pela inveja, conspiram contra ele. E, quando no inferno dos combates conhece Fátima, uma menina com enormes olhos negros em forma de amêndoa carregando um bebê nos braços, deve fazer de tudo para impedir que o seu padrasto a possa desviar. Assim começou a longa história de amor entre Fatima e Hernando, um amor frustrado por mil dificuldades e marcado por um contínuo perder-se e achar-se. Mas, com a imagem da mãe-menina gravada na memória, Hernando continuar a lutar pelo seu próprio destino e de seu povo. Mesmo quando se cruzar na sua vida a jovem católica Isabel.
Este livro consagra Ildefonso Falcones como mestre do thriller histórico. Após a Catedral do Mar, a melhor narrativa nos princípios de 2007, A mão de Fátima distingue-se pela sua cuidadosa reconstrução histórica, a densidade de eventos, a narrativa centrada na história de um homem diante das eternas paixões, o ódio, o amor, as decepções e esperanças cultivadas na sombra do poder das trevas da Inquisição e da nobreza. Mas é também a história, actualíssima, de um choque entre religiões cantado na epopeia de um povo inteiro: um mosaico de personagens às voltas com inumeráveis reviravoltas capazes de nos emocionar até à última página.

Ildefonso Falcones Serra (1959), advogado especializado em direito civil, exercita em Barcelona, onde vive com sua esposa e quatro filhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:37



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D