Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A busca da verdade sempre foi um caminho árduo e difícil, pois de um mesmo acontecimento podem haver muitas verdades subjetivas, enquanto as pessoas, pela sua natureza, tendem a colher um aspecto em detrimento de outro.
O problema é mais grave quando uma verdade se impõe para o benefício de interesses económicos ou de poder, por todos os meios possíveis, mesmo os mais subtis.
Goebels, o famoso ministro da propaganda nazista, disse que uma mentira é uma mentira, mas se repetida cem, mil vezes, torna-se uma verdade.
E é isso que acontece agora desde há vários anos a nível global, desde a famosa invenção de armas de destruição em massa, motivo para agressão ao Iraque, à propaganda para justificar até mesmo a guerra com o pretexto da implantação da democracia.


Porque chamamos "democracia" a um país onde o governo foi eleito por 20% dos eleitores? Porque depois de cada "reforma" estamos pior do que antes? Como pode um muro de cimento de oito metros de altura e com centenas de quilômetros tornar-se um "recinto defensivo"? As torturas de Abu Ghraib e Guantanamo são "abusos", "pressões físicas moderadas" ou "técnicas avançadas de interrogatório"? O que transforma um mercenário num "gestor de segurança"? Porque nos telejornais os Territórios ocupados tornam-se simplesmente "Territórios"?

Responder a estas perguntas significa ocupar-se do grande protagonista do discurso público contemporâneo: a mentira. Se noutros tempos as verdades inconfessáveis do poder eram cobertas pelo silêncio e pelo sigilo, hoje, a guerra contra a verdade é combatida e vencida no terreno da palavra e das imagens. Este livro explica como funciona e para que serve a hodierna fábrica da falsidade.



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:59



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D