Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Credo de Piergiorgio Odifreddi

por Thynus, em 28.11.10
Piergiorgio Odifreddi (Cuneo, 13 de julho de 1950) é um matemático italiano, professor universitário de lógica matemática, ensaísta e cientista, também escreveu livros sobre filosofia e teologia, política e história da ciência, sendo colaborador de revistas especializadas e meios de comunicação italianos e estrangeiros. De tendência racionalista é também um activista de renome em defesa do Estado secular, sendo amplamente criticado e centro de polémicas com alguns sectores da Igreja Católica. Desde 2003, é Presidente honorífico da Unione degli ATEI e degli Agnostici Razionalisti. Entre vários prémios científicos, foi homenageado em 2005 pelo Presidente da República Italiana, com o grau de Comendador da Ordine al merito della Repubblica Italiana (OMRI).

No seu primeiro livro popular, “O Evangelho Segundo a Ciência”, propõe uma visão de que a ciência, a matemática e a lógica confrontam, reformulam e, por vezes, resolvem, problemáticas que historicamente têm sido consideradas de relevância da religião e da teologia, como a criação do mundo, o infinito ou a existência de Deus. A conclusão, ficou expressa num lema provocatório, que é:
"A verdadeira religião é a matemática, o resto é superstição. Ou, dito de outra forma, a religião é a matemática dos pobres de espírito. "
No seu livro mais famoso, ”Porque não podemos ser cristãos (e,muito menos, católicos)”, faz uma leitura do Pentateuco e do Novo Testamento a partir de um ponto de vista racionalista, demonstrando as suas inconsistências e anacronismos. O lema da capa resume:
"Se a Bíblia fosse uma obra inspirada por um Deus, não deveria ser correcta, consistente, confiável, inteligente, justa e equilibrada? E porque então transborda de disparates científicos, contradições lógicas, falsidades históricas, loucuras humanas, perversões éticas e feiúras literárias?"
Em diversos artigos, bem como numa controversa “Entrevista com Jesus”, também criticou vários aspectos do fenómeno religioso: dos milagres à caça às bruxas, de Galileu a Spinoza, de Padre Pio a Madre Teresa, da Fides et Ratio de João Paulo II à Spe salvi de Bento XVI, do referendo sobre a lei 40 anos à pedofilia eclesiástica.
As suas críticas à religião também foram efectuadas debatendo com católicos disponíveis para um confronto dialético com Odifreddi, como Paola Binetti e Monsenhor Antonio Stagliano. Fazendo uma caminhada junto com o jornalista Sergio Valzania e com o historiador Franco Cardini “os 800 kilómetros do Caminho de Santiago de Compostela” (descrito no seu livro “A Via Láctea”). E tentando elaborar em vários artigos uma noção de espiritualidade secular, culminando na formulação de ”O meu credo” (de “O matemático impenitente”):

"Creio num só Deus, a Natureza, Mãe Omnipotente, criadora do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis.
Creio num só Senhor, o Homem, "plurigénito" filho da Natureza, nascido da Mãe no fim dos séculos: natureza da Natureza, matéria da Matéria, verdadeira natureza da verdadeira Natureza, não criado, gerado da própria substância da Mãe.
Creio no Espírito, que é Senhor e dá consciência da vida, e procede da Mãe e do Filho, e com a Mãe e o Filho é adorado e glorificado, e que falou pelos profetas do Intelecto.
Espero a dissolução da morte, mas não uma outra vida num mundo que não virá."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:34



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D