Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As mulheres muitas vezes se admiram de que os homens possam ter um sentimento quase religioso com um time de futebol, mas raramente se mostrem dispostos a investir a mesma quantidade de energia emocional num relacionamento com elas.
O homem é capaz de esconder suas emoções e sentimentos da mulher que ama, mas ficar visivelmente emotivo e apaixonado quando seu time joga, e especialmente quando esta perdendo.
Como é que ele pode ser tão obstinadamente fiel e devotado a um bando de jogadores atarracados e não necessariamente brilhantes, que ele não conhece e que não estão nem ai com ele, e não demonstrar nem um décimo da mesma devoção para com ela? Durante quase todo o tempo de existência da raça humana, os machos foram polígamos por razões de sobrevivência. Havia pouca oferta de homens porque muitos morriam nas caçadas e nas guerras. Era razoável, portanto, que os sobreviventes adotassem as viúvas em seus haréns, o que também aumentava a chance de poderem transmitir seus genes. Do ponto de vista da sobrevivência da espécie, fazia sentido que um macho tivesse dez ou vinte fêmeas, mas não fazia sentido que uma fêmea tivesse dez ou vinte machos, já que ela só podia parir um filho de cada vez. Somente 3% das espécies animais, raposas e gansos, por exemplo, são monógamos. O cérebro da maioria das espécies, inclusive a humana, não está programado para a monogamia. Este é o motivo pelo qual os homens protelam ao máximo' assumir compromisso com a mulher e têm tanta dificuldade de manter um relacionamento monogâmico. Mas nós diferimos das outras espécies no sentido de que nossos cérebros evoluíram e desenvolveram grandes lobos frontais que nos permitem tomar decisões conscientes a respeito do que queremos e do que não queremos fazer. Portanto, não adianta que os homens infiéis afirmem que não podiam evitar. Eles tinham poder de escolha. Para a mulher, manter um compromisso, pelo menos até que sua prole seja auto-suficiente, é algo que está programado em sua psique.

(Bárbara & Allan Pease - "Por que os homens mentem E as Mulheres choram?")

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:48


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

subscrever feeds