Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vida Interior

por Thynus, em 05.12.10
Muitos homens e mulheres vivem uma vida onde morreu a alegria, o gozo, o mistério. Para eles, tudo é cinzento e penoso. O fogo da vida apagou-se.Já não têm grandes aspirações. Contentam-se com não pensar muito, não esperar demasiado. São incapazes de viver de maneira fervente. A sua vida transcorre de modo trivial e cansado. Donde procede esse cansaço e essa tristeza? Em primeiro lugar, de pequenas causas: demasiado trabalho, insegurança, sentimento de culpa, solidão, medo da doença, decepções, desejos impossíveis... A vida está cheia de problemas, pequenas frustrações, contrariedades que rompem a nossa segurança e pequena felicidade. Mas, se aprofundarmos mais na verdadeira raiz dessa tristeza que parece envolver e penetrar muitas existências, descobriremos que no interior dessas vidas apenas há solidão e vazio. Quando uma pessoa não tem nada dentro de si, necessita procurar fora algo que o ajude a viver. Quando a pessoa não vive nada importante, necessita de dar-se importância e, se os outros não lha dão, afunda-se na frustração. Quando a pessoa não vive nenhuma experiência gozosa no seu interior, necessita que alguém a estimule desde fora e, se não encontra esse estímulo, fica triste e sem vida. Há na nossa sociedade uma tendência a considerar como uma ilusão «o que brota do coração». O mundo interior é substituído por aquilo que está fora, as coisas ao nosso alcance, os objectos a possuir. Mas, quando não se tem vida interior, as coisas aborrecem, as conversas convertem-se em fofoca sem substância, uma torrente de palavras sem demasiado conteúdo. Com o passar do tempo, tudo se vai tornando monótono, cinzento, aborrecido. A alegria só se descobre quando se vive a vida desde dentro. Quando o homem se deixa habitar pelo mistério. Quando se abre a todo o chamamento que o convida ao amor, à adoração, à fé.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:21


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

subscrever feeds