Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Os Nossos Medos

por Thynus, em 05.12.10
Numa sociedade complexa e incerta como aquela em que vivemos, além do medo ligado a ameaças concretas — aquelas de uma competição irritante e de uma violência sempre mais difusa — existem os medos do imaginário, produzidos por cada um de nós com semelhanças de demónios, que espantam e limitam ainda mais que os perigos reais. O imaginário e os fantasmas que cria, cujo papel é frequentemente desvalorizado, assumem um peso sempre maior na vida quotidiana, privando o medo da sua função de mecanismo de defesa para transformá-lo num inimigo que se revolta contra nós.
Vittorino Andreoli, desde longa data um especialista incontestado dos segredos da mente, dedica este novo estudo precisamente ao medo, este problema crucial na existência do homem moderno. Na sua análise serrada e sistemática toma as distâncias do paradigma que vê os seres viventes como mero resultado de um processo de adaptação ao ambiente circunstante. Distinguindo entre mundo exterior e mundo interior, Andreoli explica como de facto é este último a condicionar em maior grau o indivíduo: só confrontando-nos a fundo com “o universo dentro de nós” é possível aprender a conhecer as angústias que nos roubam a vida, para procurar exorcizá-las e derrotá-las.

Vittorino Andreoli é um dos mais autorizados psiquiatras italianos. As suas últimas obras são “Cartas ao futuro” (2008), “A vida digital” (2007), “O Homem de vidro” (2008) e “A fadiga de crescer” (2009).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:58



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D