Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




É vergonhoso verificar que, em muitas casas, exista ainda esse móvel abominável que se chama “cama de casal”. O homem é o único animal que julga necessário unir-se à fêmea 365 vezes por ano, e para facilitar esse libidinoso concubinato – embora legalizado em igreja ou cartório – inventou ele um móvel especial, que nem se envergonha de exibir em público. Nenhuma besta selvagem das nossas matas é tão libidinosa como certos homens e certas mulheres, e, se as bestas soubessem que nós apelidamos de “bestialidade” o excesso de luxúria humana, sentir-se-iam grandemente ofendidas com semelhante difamação, porque as bestas quadrúpedes são muito menos “bestiais” do que certas bestas bípedes. Os animais selvagens, quando não contaminados pelo homem civilizado, nem adulterados pelo artificialismo desnatural do confinamento e da alimentação, como os nossos cavalos, vacas, porcos, cabras, cães, gatos, etc. – os animais, em estado e ambiente naturais, costumam acasalar-se apenas durante uns poucos meses anualmente, em geral na primavera, vivendo machos e fêmeas indiferentes uns aos outros durante o resto do ano. A natureza, sábia em suas leis, faz despertar neles o cio sexual apenas em determinados períodos, e o mantém dormente durante o resto do ano. Exemplificação maravilhosa desse fato é o filme documentário de Walt Disney sobre as focas. O homem civilizado, porém, inventou um cio permanente, e já nem percebe a perversão que vai nesse estado. E, quando o feitiço vira contra o feiticeiro, então o homem sucumbe à sua própria “civilização” e chega ao ponto de declarar normal o anormal e de tachar de anormais os homens normais.

(Huberto Rhoden - "Orientando")

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:01



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D