Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Inteligência ecológica

por Thynus, em 22.12.12

O que é a inteligência ecológica? É o que nos permite avaliar as consequências dos nossos hábitos de consumo tendo o mundo como um todo complexo. Ou seja, o impacto sobre o meio ambiente, em termos de poluição e consumo de recursos durante todo o ciclo de vida de um produto sobre as condições sociais e de trabalho daqueles que produzem o que nós compramos, sobre a nossa saúde e a saúde dos nossos filhos. Todos nós, como consumidores, temos o poder de promover as cadeias produtivas virtuosas, forçando as empresas a se adaptarem a normas sustentáveis, se quiserem permanecer no mercado.
E para que isso aconteça, é preciso que os consumidores desfrutem de uma verdadeira liberdade de escolha informada, e portanto que as empresas estejam convencidas das vantagens de uma estratégia de transparência radical. Ao invés de regras impostas de cima, manipuladas e quase sempre obtusamente burocráticas, só a pressão do mercado, guiado por formas coletivas de informação, pode realmente dar uma volta verde aos ciclos produtivos.
Cada uma das nossas acções tem um impacto ambiental para nós quase desconhecido. A ecologia industrial é a disciplina que estuda o impacto dos produtos "do berço ao túmulo" e que nos permitirá, no futuro, ser informado sobre o que acontece antes e depois do processo de produção das nossas compras. Sem esta consciência que não somos capazes de distinguir entre uma acção ecológica e uma que o é só aparentemente. Ou seja, não temos ainda uma inteligência ecológica.
Tomemos o exemplo do algodão. Todos nós sabemos que a compra de uma camisa de algodão é mais ecológica do que a compra de uma sintética. No entanto, por trás da produção de algodão poderia esconder-se o uso de pesticidas muito prejudiciais ao meio ambiente, para não mencionar os 10.000 litros de água necessários para produzir a quantidade necessária para confeccionar a camisa e a quantidade de CO2 emitida para transporta-la até nós.
Estamos realmente informados sobre as conexões de causa e efeito daquilo que compramos?
É isto o que Daniel Goleman estuda no seu livro Inteligência Ecológica em que defende a tese de que a nossa distância das coisas da natureza afasta-nos sempre mais da inteligência ecológica. O livro mostra decididamente um percurso esclarecedor para quem se preocupa com o destino do planeta.
Daniel Goleman ensinou psicologia em Harvard e é colaborador científico do "New York Times". Entre os seus livros incluimos o bestseller mundial “Inteligência Emotiva (1996).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:39



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D