Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Carta Aberta a Sua Eminência o Bispo de SALERNO

Giffoni Valle Piana - 22 de Maio de 2010.

Após a difusão do relatório MURPHY pelo Governo irlandês, por abuso sexual na diocese de Dublin, onde encontrava e documentava em detalhes a participação de muitos representantes da Igreja
[Error: Irreparable invalid markup ('<a [...] ;>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Carta Aberta a Sua Eminência o Bispo de SALERNO<br /><br />Giffoni Valle Piana - 22 de Maio de 2010.<br /><br />Após a difusão do relatório MURPHY pelo Governo irlandês, por abuso sexual na diocese de Dublin, onde encontrava e documentava em detalhes a participação de muitos representantes da Igreja <a ;="" bitly="BITLY_PROCESSED" class="tags" href="http://pt.shvoong.com/tags/cat%C3%B3lica/" onclick="javascript:counttag('Católica', 1, 2007237)"><span>Católica</span></a> Romana, a nossa consciência de pais foi terrivelmente abalada.<br /><br />Após o choque, minha esposa e eu, decidimos colocar no papel as nossas reações. <br /><br />Daí nasceu uma proposta, apresentada ao chefe da Igreja Católica Romana, representada atualmente pelo Papa Bento XVI. <br /><br />A proposta era simples: INSTITUIR O DIA DA VERGONHA, em que fossem recordadas as vítimas de abuso sexual por parte dos padres da Igreja Católica.<br /><br />Dia em que os sacerdotes culpados pudessem oficialmente pedir perdão às suas vítimas. <br /><br />Com grande surpresa, nos dias sucessivos, percebemos que as notícias provenientes da Irlanda não tinham indignado apenas as nossas consciências, mas também as de nossos conhecidos. <br /><br />Espontaneamente nasceu um COMITÉ POPULAR, com o objetivo de sensibilizar outras consciências, porque os pedófilos são alimentados pelo silêncio de suas vítimas. <br /><br />Começamos assim a recolher o feedback, e a comparar idéias. <br /><br />A partir desta análise, emergiram muitas dúvidas, muita confusão, mas também muitas perguntas. <br /><br />Algumas perguntas eram fáceis, e, então já encontramos as respostas, mas a algumas não fomos capazes de responder, porque minha esposa e eu, não somos teólogos ou sacerdotes da Igreja Católica, e portanto não competentes na matéria. <br /><br />Decidimos dirigir estas perguntas a uma pessoa idônea e competente, o Bispo da própria cidade.<br /><br />Aqui deixamos as sete perguntas, sem resposta no momento, que, como porta-voz do Comité Popular, lhe apresentamos, na certeza de uma sua resposta rápida e detalhada:<br /><br /><strong>1) Um padre que tenha cometido o abuso sexual, pode perdoar os pecados aos outros? <br /><br />2) A missa celebrada por um padre pedófilo é igualmente válida?<br /><br />3) Como posso ter a certeza de que o padre da minha paróquia não é pedófilo? <br /><br />4) A quem me devo dirigir para ter essa garantia?<br /><br />5) Por que os mudam de uma paróquia para outra, em vez de denunciá-los? <br /><br />6) O padre que cometeu abuso sexual continua a ser válido como padre ou, quando comete o abuso, é demitido de seu ofício sacerdotal? <br /><br />7) Como pode o Papa, o Vigário de Cristo na terra, o infalível Pontífice, não ter conhecimento de casos de <a ;="" bitly="BITLY_PROCESSED" class="tags" href="http://pt.shvoong.com/tags/pedofilia/" onclick="javascript:counttag('Pedofilia', 1, 2007237)"><span>pedofilia</span></a> na Igreja? </strong><br /><br />Aguardamos a sua resposta, na fé, <br /><br />Alberto Senatore <br /><br />PORTAVOZ do movimento popular antipedofilia - Alberto Senatore,<br /><br />via De Cataldis, 29 - GIFFONI VALLE PIANA - SALERNO - a cidade do “ FILME FESTIVAL DOS RAPAZES “ <br /><br />Sábado, 22 de Maio de 2010 Horas: 20:05

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:33



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D