Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O RETRATO DE DO R I A N GRAY, provavelmente a obra-prima de Wilde, tem como protagonista um belo jovem cujo retrato emoldurado envelhece, ao passo que ele mesmo permanece intocado pela ação do tempo. Aos poucos, o quadro começa a refletir a decadência física e moral de Dorian.

Esfregou os olhos, aproximou-se do quadro e o examinou de novo. Não havia sinais de nenhuma mudança, no entanto não havia dúvida de que a expressão se alterara. Não era apenas impressão sua. Estava terrivelmente óbvio. Afundou na poltrona e começou a pensar. De repente, veio-lhe à mente o que tinha dito no ateliê de Basil Hallward no dia em que o quadro fora concluído. Lembrava-se perfeitamente. Havia expressado seu desejo doentio de que ele mesmo pudesse continuar jovem e de que o quadro envelhecesse; de que sua beleza permanecesse inalterada e de que seu rosto na tela suportasse a carga de suas paixões e pecados; de que a imagem pintada carregasse os traços do sofrimento e do pensamento e de que ele mantivesse o frescor e o encanto quase conscientes de sua adolescência. Seu desejo não poderia ter se cumprido... Coisas assim são impossíveis. Pensar nisso já era uma monstruosidade. No entanto, ali estava o quadro à sua frente, com um toque de crueldade na boca.

No final, apesar de vivermos num mundo em que tanto se busca a juventude eterna, como na história de Dorian Gray, continua sendo pior esconder que simplesmente aceitar a idade.

(Allan Percy - "Oscar Wilde para inquietos") 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:36


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

subscrever feeds