Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Trabalho logo Existo

por Thynus, em 09.02.13
A sociedade atual oferece poucas alternativas de escolha que propiciem a uma pessoa viver bem sem ter um emprego formal. As correntes atadas aos nossos pés são culturais. A mentalidade da maioria das pessoas segue uma fórmula do sucesso, que é: se eu trabalhar mais duro serei mais bem-sucedido. E se eu for mais bem-sucedido, então serei mais feliz. Esse pensamento fundamenta grande parte dos nossos estilos de paternidade, de educação, de gestão e a maneira como motivamos nosso comportamento.

Mas nunca ficamos satisfeitos porque assim que alcançamos um sucesso alteramos as regras do que é sucesso para um novo patamar. O aluno na escola fundamental obtém boas notas, mas logo é condicionado a obter notas melhores para entrar na melhor universidade, ao conseguir tal façanha é cobrado a conseguir um bom emprego, tendo um bom emprego deve atingir suas metas das vendas, bater os colegas, ocupar um cargo de chefia, e mesmo que chegue ao cargo de CEO de uma grande corporação continuará sendo cobrado com metas ainda mais altas, ano após ano. A maioria das pessoas simplesmente relaciona felicidade ao sucesso profissional, mas tal sucesso é inalcançável devido a cultura do beta - de que sempre pode-se melhorar algo – esse under construction sem fim do “crescimento econômico” cuja ganância não conhece limites. Mesmo assim seguimos ignorantes como os seres das cavernas.

(Gilmar R. Silva - "Sem trabalho, como sobreviver num mundo sem empregos")

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:57


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

subscrever feeds