Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A energia nos seres humanos

por Thynus, em 21.01.13

É interessante perceber que o Homo sapiens é a única espécie que se deixa guiar por um líder sábio, gentil, compassivo e amável. Podemos até seguir líderes instáveis, mas essa é outra história! Por mais difícil que seja compreender isto, no reino animal Fidel Castro ganharia a posição de líder, em detrimento de Madre Teresa. No mundo animal, não existe moralidade, certo ou errado. Por outro lado, os animais nunca enganam para ter poder - eles não conseguem. Os outros animais descobririam as verdadeiras intenções num piscar de olhos. Os líderes da natureza devem projetar a força mais óbvia e incontestável. No reino animal, só existem regras, rotinas e rituais - com base na sobrevivência do mais forte, não do mais esperto ou mais justo.

Já ouviu falar do "cheiro do medo"? Não é apenas uma expressão. Os animais sentem as vibrações de energia, mas o olfato é o segundo sentido mais forte - e, em um cão, a energia e o olfato parecem estar bem ligados. Os cães esvaziam as glândulas anais quando sentem medo, emitindo um odor que é percebido não apenas por outros cães, mas também por outros animais (in-cluindo os seres humanos). O olfato de um cão é ligado ao sistema límbico, a parte do cérebro responsável pela emoção. No livro The Dogs Mind: Understanding Your Dogs Behavior,∗ dr. Bruce Fogle cita estudos dos anos 70 que mostram que os cães conseguem detectar ácido butírico - um dos componentes da transpiração dos seres humanos - a uma concentração um mi-lhão de vezes mais baixa do que a que conseguimos. Pense nos detectores de mentira que conseguem perceber mudanças na transpiração das mãos de uma pessoa quando ela está mentindo. Basicamente, seu cão é um "detector de mentiras" ambulante!
Os cães realmente "farejam" o medo em nós? Eles o percebem imediatamente. Diversos corredores e carteiros podem afirmar isso, pois eles correm ou passam caminhando pelas casas, fazendo os cães latirem, rosnarem ou mesmo pularem o portão ou o muro. Pode se tratar de um cão que tenha adotado o papel de protetor da casa e que leve essa função muito a sério. Muitos carteiros e corredores têm cicatrizes que provam como cães agressivos e fortes - que eu chamo de cães na zona de alerta - saem de controle. (Os cães na zona de alerta são um assunto sério; falarei sobre eles mais adiante).
Para entender como os cães sentem os estados emocionais, imagine a seguinte situação, ao passar por uma casa com um cão na zona de alerta: Talvez o cão que late tenha um segredo. Pode ser que ele tenha mais medo de você que você dele! Mas, quando você fica paralisado de medo, o equilíbrio de poder muda instantaneamente. O cão percebe sua mudança de energia pelo "sexto sentido"? Ou será que fareja uma mudança na química de seu corpo ou de seu cérebro? A ciência ainda não explicou isso claramente aos leigos, mas, na minha opinião, é uma combinação das duas coisas. Após ter passado décadas observando, tenho certeza disto: não há como "blefar" com um cão da mesma maneira como se blefa com um amigo bêbado em um jogo de pôquer. Quando você sente medo, o cão instantaneamente sabe que tem vantagem sobre você. Você projeta uma energia fraca. E, se o cachorro escapar, é bem mais provável que você seja mordido ou perseguido por ele do que se tivesse ignorado os latidos e seguido em frente. No mundo natural, os mais fracos acabam sendo eliminados rapidamente. Não há certo ou errado - é assim que a vida na terra tem sido há milhões de anos.

(Cesar Millan - "O encantador de cães")

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:59



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D