Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Cérebro masculino

por Thynus, em 21.07.11

O Cérebro dos homens"Um livro útil para as mulheres ...essencial para os homens! "Daniel Goleman sobre O cérebro das mulheres.



• No cérebro masculino o espaço dedicado ao impulsosexual é duas vezes e meia maior do que o das mulheres.  Mesmo que elas supeitem disso.
• São os hormônios liberados pelo seu cérebro a fazer o homem cair num sono profundo depois do sexo.Tenha em mente, contudo, se ela está desejosa de mimos.
•Os adolescentes têm o cérebro tão cheio de testosterona que vêem os rostos dos outros mais agressivos do que na realidade são. Daí a desconfiança com o mundo.
Sexo, amor, traição, a paternidade: não são apenas o caráter e as circunstâncias sociais, mas também e sobretudo os genes e os hormônios a determinar o que acontece no universo complexo e fascinante que é o cérebro masculino. A neurociência descobriu por exemplo que os homens usam circuitos cerebrais alternativos processar informação relacionada com as dificuldades emocionais das mulheres: eis porque diante das lágrimas dela, a mente dele activará o processo “solução do problema” e não o da “compreensão e consolação”, e aí começam a voar os pratos. A ressonância magnética mostra que no homem o órgão sexual reflete a atração mais rapidamente que o cérebro: se ela estiver perto o suficiente, pode então dar-se conta que lhe agrada um momento antes de ele se aperceber. Pesquisa em ratos decretaram que existe um hormônio da monogamia: se ele trai, não é só culpa da "sem-vergonha". Com muitos exemplos concretos tirados da sua longa experiência como neuropsiquiatra, Brizendine revela finalmente os segredos do órgão masculino mais incompreendido. Que não permanece inalterado desde a infância até a velhice: o cérebro inundado de testosterona do adolescente é muito diferente daquele de um neo-papá, suavizado por um ataque de hormônios femininos, mas também diferente do cérebro de um inamorado ou de um pensionista. Dar-se conta que incompatibilidade e catástrofes de relacionamento são em grande parte o resultado de "incompreensões químicas" é, portanto, o primeiro passo para fazer as pazes consigo mesmo e com os seus próprios instintos. E para acabar com o eterno e talvez injusto grito de exasperação feminina: "Mas não entendes mesmo nada!"

Louann Brizendine vive em San Francisco e é um neuropsiquiatra da Universidade da Califórnia. Em 1994 fundou a Women’s Mood and Hormone Clinic, que ainda dirige. Seu livro anterior, O cérebro das mulheres (2007), foi um bestseller internacional.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:19



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D