Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Decida o que é a fé. Saiba que a fé é um pensamento em sua mente e que você cria aquilo em que pensa: É tolice ter fé em doença ou em algo que possa feri-lo ou prejudicá-lo. Tenha fé na saúde perfeita, prosperidade, paz, riqueza e orientação divina.

A FÉ SUBJETIVA E SEU SIGNIFICADO
Você com certeza se recorda da asserção, que não preçisa ser repetida em detalhes, segundo a qual a mente subjetiva
ou subconsciente é suscetível ao controle de sua própria mente consciente ou objetiva e também às sugestões de terceiros. Por conseguinte, qualquer que seja sua crença objetiva, se você adota uma atitude de fé ativa ou passivamente, sua mente subconsciente será controlada pela sugestão e seu desejo será assim realizado.
A fé exigida nas curas mentais é uma fé puramente subjetiva e se alcança com a cessação da oposição ativa da parte da mente objetiva ou consciente.
Na cura do corpo, naturalmente, é conveniente assegurar a fé simultânea das mentes consciente e subconsciente. Contudo, nem sempre é essencial se você entrar num estado de passividade e receptividade pelo relaxamento do corpo e da mente, passando para um estado de sonolência. Nesse estado, sua passividade torna-o receptivo à impressão subjetiva.
Recentemente, um homem me perguntou: "Como foi possível que um pastor conseguisse curar-me? Não acreditei quando ele me disse que não há doença e que a matéria não existe".
Este homem a princípio pensou que sua inteligência estava sendo insultada e protestou contra o absurdo tão evidente. A explicação para o seu caso é simples. Foi aquietado por palavras suaves e recebeu ordem de ficar numa condição inteiramente passiva, sem nada dizer nem pensar durante um momento. O pastor também ficou em estado de passividade, afirmando calma e constantemente, durante cerca de meia hora, que aquele homem alcançaria saúde perfeita, paz, harmonia e perfeição. O homem sentiu um alívio imenso e recuperou a saúde.
É fácil perceber que sua fé subjetiva se tornou manifesta através de sua passividade durante o tratamento e as sugestões de saúde perfeita foram transmitidas à sua mente subconsciente. As duas mentes subjetivas entraram então em contato.
O pastor não foi atrapalhado pelas auto-sugestões antagônicas do paciente, oriundas de sua dúvida objetiva a uma cura completa. Radiografias posteriores mostram que os seus pulmões estavam perfeitos.
Queria conhecer seu método e por isso perguntei-lhe por que repetia as palavras momentos antes de cair no sono. E eis sua resposta : "A ação cinética do subconsciente subsiste durante o sono. Por isso é que se deve dar ao subconsciente algo bom com que trabalhar quando se adormece." Foi uma resposta muito sensata. Pensando em harmonia e saúde perfeita, ele nunca mencionou sua dificuldade pelo nome.
Sugiro com toda insistência que você deixe de falar em seus males ou de lhes dar o nome. A única seiva de que eles tiram vida é a sua atenção e o seu temor. Como O psicólogo a que me referi, torne-se um cirurgião mental.
As suas dificuldades serão então extirpadas como os galhos secos que se arrancam de uma árvore.
Se você fala constantemente de suas doenças e sintomas, impede a ação cinética, que significa a libertação do poder de curar e da energia, de sua mente subconsciente. Além disso, pela lei da sua própria mente, essas imagens tendem a tomar forma, como aquilo que eu mais temia. Ocupe sua mente com as grandes verdades da vida e caminhe para a frente à luz do amor.

(Dr. Joseph Murphy – “O Poder do Subconsciente”)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:19



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D