Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




No dia em que o Cardeal Sodano define como “uma tagarelice” a violência sobre menores, a colunista Maureen Dowd faz novamente um ataque ao Vaticano: "O demônio fez cair em tentação os padres pedófilos? Estuprar e molestar crianças vai muito mais além daquilo que chamamos "render-se às tentações da vida '."
Mais do que um exorcista, a Igreja Católica precisa de um sexorcista. A mais famosa colunista do New York Times, Maureen Dowd, comenta ironicamente a afirmação do Padre Gabriele Amorth, conhecido como "o exorcista-chefe da Santa Sé”, que disse que foi o diabo a fazer cair em tentação os padres pedófilos, e que o próprio Lúcifer estaria à frente de manobras diárias contra a Santa Sé.
Segundo o Padre Amorth, o diabo está por trás do ataque a Bento XVI, pois ele é papa maravilhoso: um digno sucessor de João Paulo II. O escândalo dos padres pedófilos mostra que Satanás os está usando para atacar a Igreja porque as tentações estão por toda parte no mundo de hoje. "Cair em tentação significa comer pequenos doces no período de jejum religioso - responde a colunista do NYT - Estuprar e molestar as crianças vai muito além do que nós identificamos como as ceder às tentações da vida. A Igreja precisa de um “sexorcista”, não de um “exorcista”.
Então Dowd cita o episódio da Raniero Cantalamessa, que comparou o escândalo dos padres pedófilos ao semitismo, e cita também a piada de que haveria uma mal-definida conspiração judaico-maçônica por trás dos ataques do "New York Times” à Igreja Católica. "O papa ainda não conseguiu dizer nada extensivo, adequado e honesto sobre o escândalo, e qual o papel que ele desempenhou, incluindo a história do padre do Wisconsin que abusou de 200 crianças surdas - escreveu a famosa colunista - É nas crises que os líderes são testados. É nestas situações que vemos se os dirigentes cedem aos seus piores instintos ou escutam os anjos. Tudo o que Bento XVI tem a fazer é fazer a coisa certa. "
E o NYT continua - O herói da semana, simplesmente por ter tido a coragem de falar a verdade, é o Arcebispo irlandês Martin. Na sua diocese de Dublin, quatro arcebispos passaram três décadas fingindo ignorar os casos de abuso. "Vê-se claramente quanto danificamos o corpo de Cristo", disse o cardeal numa missa durante a Semana Santa "Este foi um ano difícil. O abuso ocorreu no interior da igreja de Cristo. A resposta foi irremediavelmente inadequada ". Amen.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:25


1 comentário

De Pierre a 15.04.2010 às 08:53

Onde houver fumo há fogo! Ditado popular muito conhecido e totalmente real. Temos de ver e saber onde está o fogo que faz toda esta fumaceira. Assim é necessário que os católicos de todo o mundo retrocedam bastante no tempo...

Vamos ao tempo de Jesus Cristo, quando ele surgiu em Israel aos seus irmãos, em Roma havia o culto da virgem Ísis já há 200 anos! Roma que conquistou o Egipto, (aos gregos), absorveu ao seu vasto panteão de bonecos, (ídolos), chamados "deuses", adicionou a sua querida virgem, chamada "mãe de deus" ou a "rainha dos céus".
A veneração deste boneco era feita por homens e especialmente mulheres, (hoje chamam-se freiras), do qual o seu culto tinha algo muito peculiar e comum a ambos sacerdotes e sacerdotisas naquele tempo, que era o CELIBATO!

Engraçado que os registos históricos e epigráficos romanos que ainda hoje existem são de muitos homens e mulheres que se queixavam de tal acto de celibacia por parte de seus parceiros, pois mal o seu par se dedicava á boneca virgem Ísis, isso lhes era exigido, queixando-se então da virgem e aderiam eles aos deuses que promoviam orgias e todo o tipo de promiscuidade, Satanás no seu melhor…

O resto da história sabe-se bem, quem vence escreve os acontecimentos e escolhe as circunstâncias em que são apresentadas. Milhares de Judeus e Gentios foram chacinados às mãos de Roma juntamente com os Apóstolos, até que absorveram a verdade ESPIRITUAL que os estava a destruir, na altura chamavam-lhe a doutrina do “carpinteiro Judeu”.

Por isso o Apostolo João escreveu em Apocalipse que Roma era a “misteriosa babilónia” mãe de toda a abominação e que dava o “vinho da fornicação” a beber a todas as nações, fornicando assim a verdade Espiritual de Deus com o veneno espiritual da Serpente e suas tradicões pagãs! E hoje Roma tem uma igreja e uma face, mas basta vocês estudarem sobre a Babilónia e o Egipto e vejam as semelhanças. Façam Google á "virgem Ísis" ou á "Semiramis" e vejam as semelhanças com o Vaticano...

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

subscrever feeds