Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




...

por Thynus, em 03.12.12
Um ser vivo é uma totalidade movente. Ele é infinito e finito. Ele traz em si suas relações, seus conflitos, suas funções. Ele os mantém, os reproduz e os domina até a sua morte. O pensamento, tomado em seu conjunto e em seu movimento, é um outro exemplo de totalidade aberta. Para a dialética materialista, a totalidade social deve ser a organização da vida humana e dos seus meios, racionalmente ordenados a serviço do Homem. Os indivíduos não devem ser sujeitados nem permanecer isolados. Sua relação com a totalidade deve ser tal que nela encontrem as condições de seu desenvolvimento e que cada um possa se propor constituir-se como Homem Total.9 Não há prioridade conferida ao Estado - este é apenas um meio provisório. A prioridade é conferida ao possível racionalmente determinado, fundado sobre a planificação e o desenvolvimento das forças criadoras. A totalidade, pois, não diz respeito ao Estado, mas ao Homem: ela tem um objetivo, um “ideal” - o Homem Total, que se apropria de todos os meios da sua vida. Unicamente o materialismo dialético salva o dinamismo, o progresso e o ideal. O Estado fascista parodia a totalidade real. Ele infla sua forma caricatural e imóvel com um falso dinamismo, com o misticismo absurdo da raça, do chefe ou do passado. Ele exige o sacrifício dos indivíduos ao Estado fetichizado. Longe de suprimir as contradições, ele as dissimula até o instante em que o movimento emergir com maiores abalos.

(V. I. Lenin – “CADERNOS SOBRE A DIALÉTICA DE HEGEL”)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:37



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D